Archive for outubro \23\UTC 2008|Monthly archive page

Receita mundial de software como serviço crescerá 27% este ano

A receita mundial de softwares como serviço (SaaS) em mercados de aplicativos corporativos deve crescer 27% em 2008, alcançando os 6,4 bilhões de dólares, em comparação com os 5,1 bilhões de dólares em 2007. A previsão de receita, divulgada pelo Gartner nesta quarta-feira (22/10), deve mais que dobrar em 2012, alcançando os 14,8 bilhões de dólares.

Um dos fatores destacados pelo Gartner para a crescente adoção de software como serviço é a redução de gastos de TI. A Red Hat recentemente divulgou que, devido a este cenário, o open source terá espaço para crescer. A consultoria estima que aplicativos online como o Google Apps, Zoho, Adobe Buzzword e ThinkFree terão 9% de participação na receita total de softwares.

O Gartner prevê que a adoção de SaaS no mercado de pacotes de aplicativos para escritório alcançará crescimento anual de 99,2% de 2007 a 2012, com receita total de 1,9 bilhão em 2012. Além disso, a receita de SaaS no mercado de criação de conteúdos digitais crescerá 96,1% anualmente, entre 2007 e 2012, graças à crescente centralização do modelo de negócios na web.

Os mercados que mais contribuirão com softwares como serviço serão os de conteúdo, comunicações e colaboração, com receita excedendo os 2,1 bilhões de dólares em 2008 e chegando a 4,7 bilhões de dólares em 2012.

Fonte: http://pcworld.uol.com.br/

Anúncios

Explode o número de equipamentos que rodam o sistema operacional do pingüim

Você não conhece um único comando de Linux, jamais se sentou diante de um micro rodando uma distribuição do pingüim e o máximo que sabe sobre less, more e cat é que são palavras em inglês? Mesmo que a sua resposta para as três perguntas acima seja sim, provavelmente você é um usuário de Linux. Disfarçado dentro de um celular,  encapsulado num roteador Wi-Fi ou mesmo num conversor de TV digital, o programa criado por Linus Torvalds tem se destacado como plataforma para desenvolvimento de sistemas embarcados.

A presença invisível do software livre dentro de dispositivos eletrônicos não é novidade — e sim a variedade de
produtos e a velocidade com que se espalha hoje. Há um bom tempo é possível encontrar thin clients, caixas de supermercados, roteadores e appliances de segurança rodando Linux. A diferença é que agora esse tipo de desenvolvimento chegou a outros equipamentos, como smartphones e celulares, utilizados diretamente por usuários domésticos. Para quem ainda relaciona o uso do Linux a comandos complicados e interface gráfica pobre, a estréia do pingüim nos aparelhos móveis pode parecer uma surpresa. Mas não é. A facilidade de uso dos equipamentos com o programa embarcado não perde em nada para telefones de outras plataformas. Também é algo totalmente transparente. Você jamais precisará saber, por exemplo, que less, more e cat são comandos do Linux que servem para visualizar o conteúdo de arquivos. A não ser, é claro, que você seja, ou queira ser, um profissional da atraente área da Informática.

Fonte: http://info.abril.com.br